Pórtico Restaurado no Museu Imperial

Restauro do pórtico de pedra do Museu Imperial é concluído

Na próxima terça-feira, o acesso do público volta a ser pela entrada principal do palácio

O Museu Imperial concluiu nesta segunda-feira, dia 21 de fevereiro, o restauro do pórtico de pedra da fachada do palácio. Com o término das obras, a partir de amanhã, dia 22, o acesso dos visitantes volta a ser pela entrada principal.

A intervenção corrigiu diversos problemas que vinham se acumulando ao longo dos anos em função de condições climáticas, sujeiras e outras adversidades a que a estrutura estava exposta. Entre os principais danos reparados estavam machas escuras, presença de liquens e vegetação, aberturas de fendas, modificação da textura, deformação volumétrica do material, descolamento de pintura e outros.

Todo o processo teve como premissa interferir o mínimo possível na estrutura e usar materiais não-agressivos. As próteses inseridas, por exemplo, foram feitas com o material original, o granito, sempre com pigmentação o mais próximo possível da existente. Ao final do restauro, foi aplicado um protetivo, substância que preserva a pedra contra futuras intempéries.

Além do pórtico em si, também foram restaurados os cachepots (vasos) de mármore nele localizados, as rampas de acesso e a balaustrada (varanda) acima da estrutura.

O Pórtico

O Pórtico de Pedra, elemento de grande importância na arquitetura do palácio, foi construído no final da primeira metade do século XIX, fazendo parte de uma tradição em cantaria do Brasil.

Nas mais antigas e nobres edificações brasileiras, a pedra era aplicada nas alvenarias e na decoração das fachadas e interiores. Quanto maior a riqueza ornamental em pedra, mais importante e imponente era a edificação. A escolha do tipo de rocha a ser utilizada variava conforme o serviço a ser executado e a região do país. No caso do Pórtico do Palácio Imperial, o material escolhido foi o granito.

Constituído por uma estrutura em abóbada, o Pórtico tem apoiado sobre ele um terraço (ou varanda) guarnecido por balaustradas, intercaladas com pedestais encimados por cachepots em mármore. Os arcos que compõem o conjunto são ladeados por pilastras de inspiração jônica, o que remete ao gosto neoclássico predominante naquela época.

SERVIÇOS

Museu Imperial

Endereço: Rua da Imperatriz, 220 – Centro – Petrópolis, RJ

Visitação: de terça a domingo, das 11h às 18h

Preços:

Adultos: R$ 8,00

Estudantes, professores e maiores de 60 anos: R$ 4,00

Menores de 7 anos e maiores de 80: gratuito

Moradores de Petrópolis, às quartas-feiras e no último domingo do mês: gratuito

Assessoria de Imprensa

Bárbara Skaba

(24) 2245-7321

barbara.skaba@museuimperial.gov.br

Sobre maniamuseu

Maníaco por museus de todo mundo. Eles trazem a história, o futuro, o diferente e a cultura. Entretenimento e educação. Viaje em maniamuseu.
Esse post foi publicado em Arquitetura, Arte Comunicação&Design, Museus das Américas, Museus do Brasil e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s