Museu do Aleijadinho

Mestre do Barroco brasileiro em museu em Ouro Preto.

Interior do Museu do Aleijadinho (anexo � Igreja de Nossa Senhora da Concei��o de Ant�nio Dias)

O Museu do Aleijadinho foi criado em Ouro Preto, em 1968, para reunir, conservar, preservar e difundir objetos de arte sacra e documentos gr�ficos de valor hist�rico, al�m de realizar pesquisas e estimular atividades no campo da hist�ria da arte. A denomina��o do museu � uma homenagem ao maior artista ouro-pretano de arte barroca Ant�nio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, patrono da arte no Brasil. Ele foi o construtor, dentre tantos monumentos, da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Concei��o, onde se abriga o museu. Aleijadinho viveu em Minas Gerais, de 1730 (data prov�vel) a 18 de novembro de 1814.

~ O Acervo ~

A maior parte do acervo encontra-se em exposi��o permanente em tr�s ambientes: sala da Sacristia, sala da Cripta e ainda na Igreja de S�o Francisco de Assis, tamb�m incorporada ao museu. J� a Consist�rio � o espa�o destinado �s v�rias exposi��es tempor�rias realizadas a cada ano. Na sala da Sacristia est�o reunidos exemplares de imagens do s�culo XVIII do barroco mineiro, sendo a maioria da primeira metade daquele s�culo. A sala da Cripta � o antigo por�o da igreja, restaurado, ap�s escava��es, para abrigar obras de Aleijadinho, prataria e outras pe�as de valor. A sacristia da Igreja de S�o Francisco possui como atrativo o chafariz esculpido por Aleijadinho entre 1777 e 1779. Os quadros expostos s�o de Francisco Xavier Gon�alves e as pinturas do teto de Manuel Pereira de Carvalho.

Veja abaixo como ser� a nova fase do museu, ap�s a reabertura que aconteceu no dia 27 de novembro de 2007.

~ A Igreja ~

A Matriz de Nossa Senhora da Concei��o come�ou a ser constru�da em 1727, sob a dire��o de Manuel Francisco Lisboa, mestre do Of�cio de Carpinteiro e pai de Aleijadinho. � um dos mais importantes templos de Ouro Preto pela sua arquitetura e ornamenta��o. Possui oito altares laterais talhados em rica e minuciosa arte rococ�, exprimindo direta influ�ncia portuguesa. Em frente ao primeiro altar est� sepultado Ant�nio Francisco Lisboa. No trono do altar-mor encontra-se a imagem de Nossa Senhora, modelada em tamanho natural e talhada por Concei��o de Murilo, em 1893. As colunas salom�nicas desse altar foram executadas por Mestre Felipe Vieira, entre 1760 e 1765. Merecem destaque dois p�lpitos esculpidos por Aleijadinho em pedra sab�o, datados de 1771, onde o artista incrustou as figuras de quatro evangelistas e, ao centro, a figura de Jesus Cristo pregando no Mar de Tiber�ades, sobre uma barca. Manuel da Costa Athayde foi o pintor respons�vel pela decora��o da igreja. No teto, ele representou a Assun��o de Nossa Senhora, o rei Davi aos p�s da santa, cantando ao som de harpa e uma revoada de anjos.
Localiza��o: Pra�a de Ant�nio Dias � Bairro de Ant�nio Dias � Ouro Preto, Minas Gerais, Brasil.

Hor�rios de visita��o do Museu Aleijadinho:

Santu�rio de Nossa senhora da Concei��o
De ter�a a s�bado, de 08:30 �s 17h
Domingo de 12h �s 17h

Igreja de S�o Francisco de Assis
De ter�a a domingo, de 8h �s 17h

Igreja Nossa Senhora das Merc�s e Perd�es
EM RESTAURA��O

TAXA DE VISITA��O: R$ 6,00 (seis reais)

As taxas s�o utilizadas para a manuten��o do Patrim�nio Hist�rico e Art�stico e para obras sociais da Par�quia Nossa Senhora da Concei��o.

IMPORTANTE: O bilhete adquirido lhe garantir� o direito de visitar: Santu�rio de Nossa Senhora da Concei��o, as salas de exposi��o permanente do Museu Aleijadinho e a Igreja de S�o Francisco de Assis.


~ Galeria Aleijadinho ~

 


Jesus Cristo A �ltima Ceia - Clique para ampliar



Anjo segurando o c�lice - Clique para ampliar


Cristo do Passo do Horto - Clique para ampliar Cristo do Passo da Cruz-�s-costas - Clique para ampliar



Divino Esp�rito Santo - Clique para ampliar

�ndice das fotos:

1.� foto: Cristo: A �ltima Ceia (detalhe), Santu�rio de Bom Jesus de Matosinhos, Congonhas, MG.
2.� foto: A �ltima Ceia (aspecto geral), Santu�rio de Bom Jesus de Matosinhos, Congonhas, MG.
3.� foto: Jeremias, Oseias e Daniel � Adro dos Profetas (s�o 12, os profetas), Santu�rio de Bom Jesus de Matosinhos, Congonhas, MG.
4.� foto: Sant’Ana e Nossa Senhora � Museu do Ouro, Sabar�, MG; Anjo segurando o c�lice (� direita).
5.� foto: Cristo do Passo do Horto; Cristo do Passo da Cruz-�s-costas (� direita).
6.� foto: Santu�rio de Bom Jesus de Matosinhos e Adro dos Profetas, Congonhas, MG; Casa de Aleijadinho, Bairro de Ant�nio Dias, Ouro Preto, MG (� direita).
7.� foto: Divino Esp�rito Santo (Aleijadinho)

_____________
Nota 1: Nem todas as pe�as aqui mostradas est�o expostas no Museu do Aleijadinho.
Nota 2: Sobre a foto 4: Uma obra semelhante a esta de Sant’Ana passando os ensinamentos � Virgem foi esculpida por Aleijadinho e autenticada na d�cada de 60. A obra n�o est� exposta ao p�blico porque pertence a um colecionador particular. (Nota do Prof. Jackson Saboya � Equipe Starnews 2001).


 

< IGREJA DE S�O FRANCISCO DE ASSIS

A Igreja de S�o Francisco de Assis, localizada em Ouro Preto, Minas Gerais, � considerada uma das obras-primas do barroco brasileiro, al�m de ser uma das maiores realiza��es de Aleijadinho (1730-1814). A Igreja � uma das raras constru��es em que o projeto, a obra escult�rica e a talha s�o de autoria de um mesmo artista, o que confere grande unidade e harmonia ao conjunto. N�o h� descompassos entre arquitetura e ornamenta��o. Mesmo a pintura e o douramento � do forro, ret�bulos e laterais �, sob a responsabilidade de Manuel da Costa Athayde (1762-1830), encontram-se em perfeita sintonia com o conjunto. A encomenda do risco para a igreja, feita ao escultor, arquiteto e entalhador, se efetiva em 1766, logo ap�s a morte do pai do artista, importante arquiteto e mestre de obras local. Aleijadinho altera o plano primeiro da igreja, arredondando-lhe as torres e elaborando novo frontisp�cio e ornamentos para as fachadas, que se enriquecem em gra�a e detalhes pela mestria com que maneja a arte do cinzel.

PORTADA DA IGREJA DE S�O FRANCISCO DE ASSIS > 

(1771) (Detalhe). Germain Bazin considera a portada da Igreja de S�o Francisco, a obra-prima de Aleijadinho. A pintura existente no forro da nave da igreja, � a obra mais importante de Manuel da Costa Athayde e que dele exigiu maior virtuosismo, devido ao formato especial da ab�bada do templo � de grande amplitude e dotada de chanfros laterais que geram maior altura. O artista realizou, paralelamente, outros trabalhos na igreja, sempre em parceria com Aleijadinho, este incumbido da execu��o das pe�as esculturais do templo.

Igreja de S. Francisco


Ajude a Preservar Ouro Preto: Patrim�nio da Humanidade

 


~ Bens Culturais Procurados ~

 

O Iphan (Instituto do Patrim�nio Hist�rico e Art�stico Nacional) est� sistematizando as informa��es existentes em seus arquivos sobre os bens culturais tombados, desaparecidos nas �ltimas d�cadas.

Em conjunto com a Pol�cia Federal/INTERPOL e o Conselho Internacional de Museus, o Iphan desenvolve desde o ano de 1997 a campanha Luta Contra o Tr�fico Il�cito de Bens Culturais. Com este trabalho pretendemos devolver aos lugares de origem as obras de arte furtadas ou desviadas de forma ilegal.

A maior parte das pe�as pertence � igrejas antigas � geralmente crucifixos, imagens de Nossa Senhora e de outros santos e tem a finalidade principal de acompanhar os servi�os religiosos. Muitas igrejas brasileiras ficam mais pobres em seu simbolismo e arte pela a��o criminosa dos ladr�es.

Por meio deste banco de dados voc� poder� ajudar a resgatar pe�as do patrim�nio cultural brasileiro, que pertencem a todos os cidad�os e est�o desaparecidos por roubo, furto ou tr�fico il�cito.

Se voc� tiver alguma informa��o sobre estes bens, mande um e-mail, carta ou telefone para o Iphan. O endere�o de seu e-mail ser� mantido em total sigilo: bcp@iphan.gov.br

Pol�cia Federal/INTERPOL
SAS Quadra 06 lotes 09/10
Bras�lia � DF
CEP: 70317-900
Telefones: (061) 311.87.25
FAX: (061) 311.83.52

ou para

IPHAN
DID � Departamento de Identifica��o e Documenta��o
SBN Ed. Central Bras�lia, 1� SS
Bras�lia � DF
Cep: 70.040-904
Telefones: (061) 414-6132 / 414-6135
FAX: (061) 414-6134


~ Aleijadinho em Niter�i ~

 

No p�tio de entrada da Caixa Econ�mica Federal de Niter�i, RJ, na Av. Amaral Peixoto, Centro, tem uma r�plica perfeita de um dos trabalhos de Aleijadinho: o profeta Daniel. A escultura pode ser vista diariamente, de segunda a sexta, no hor�rio banc�rio.


~ Os Profetas de Aleijadinho ~

 

Terminada e execu��o das imagens dos Passos da Paix�o, Aleijadinho e seu “atelier” iniciam as obras no adro do Santu�rio do Senhor Bom Jesus de Matosinhos. O magn�fico conjunto estatu�rio foi totalmente executado em menos de cinco anos. Mesmo muito debilitado pela doen�a que o consumia e utilizando largamente o trabalho do seu “atelier”, Aleijadinho deixou em Congonhas, nas imagens dos Profetas, a marca do seu g�nio. Esta marca se percebe antes mesmo de uma an�lise mais detalhada dos 12 profetas. Ela � vis�vel na magn�fica integra��o das est�tuas ao suporte arquitet�nico constitu�do pelo adro, com suas escadarias em terra�os e imponentes muros de arrimo. Os blocos verticais de pedra parecem brotar espontaneamente dos parapeitos que arrematam a parte superior dos muros, contrapondo a linha horizontal dominante, modula��es r�tmicas de poderosa for�a expressiva.

As atitudes e os gestos individuais de cada uma das est�tuas s�o simetricamente ordenados com rela��o ao eixo da composi��o. As correspond�ncias n�o se fazem de forma geom�trica, mas por oposi��es e compensa��es de acordo com a lei r�tmica do barroco. Um gesto de apar�ncia aleat�ria, quando visto isoladamente como ampla flex�o do bra�o direito do profeta Ezequiel, adquire extraordin�ria for�a expressiva quando relacionado com seu prolongamento natural, constitu�do pelo bra�o esquerdo de Habacuc.

Para ver os Profetas de Aleijadinho, clique nos nomes abaixo

Isa�as Jeremias Baruc Ezequiel Daniel Oseias
Joel Abdias Am�s Jonas Habacuc Naum

_______
Imagens dos Profetas de Aleijadinho: Ita� Cultural.

ooooo00000ooooo

~ Oseias: Profeta do amor misericordioso de Deus! ~

O profeta Oseias, homem simples, apresenta como exemplo sua vida familiar. Como ele casou com uma mulher infiel, assim Israel mostrou-se infiel a seu Deus cheio de amor. Por isso, o Senhor lhe dissera: �Quero amor e n�o sacrif�cio, o conhecimento de Deus mais que os holocaustos� (Os 6,6). Diz ainda: �Como posso abandonar-te, Israel? Meu cora��o se comove dentro de mim… n�o darei vez ao ardor de minha ira… porque sou Deus e n�o homem� (Os 11,8s).

Oseias � o profeta do amor misericordioso; desenvolve uma teologia do cora��o, comparando a alian�a entre Deus e Israel com o v�nculo esponsal entre ele e sua mulher infiel. Como ele permanece fiel, assim Deus mant�m seu amor a Israel. Abracemos, pois, a miseric�rdia do Senhor para conosco! Am�m!

~ Arnaldo Poesia ~

__________
Bibliografia: Deus Conosco, Editora Santu�rio, julho/2008.

Imagem: Profeta Oseias (obra de Aleijadinho), Adro do Santu�rio do Bom Jesus de Matosinhos, Congonhas, Minas Gerais.

Nota sobre o profeta Oseias, de Aleijadinho: O mais importante dos profetas menores, Oseias, ocupa no Santu�rio lugar sobre o pedestal que arremata o parapeito de entrada do adro. Oseias, assim como Ezequiel e Jeremias, veste um casaco curto, abotoado da gola � barra e preso na cintura por uma faixa. A cabe�a � coberta por um barrete semelhante ao de Ezequiel. Cal�a botas tipo borzeguins e tem na m�o direita uma pena, cuja ponta, apoiada sobre a barra do manto, reproduz uma atitude de quem est� escrevendo.


~ Os Passos da Paix�o ~
(Congonhas, Minas Gerais)

 

Em 1790 as obras arquitet�nicas do Santu�rio do Senhor Bom Jesus de Matosinhos e do adro estavam conclu�das. Em 1796 s�o contratadas as obras dos Passos da Paix�o e a execu��o dos Profetas, obras essas que constituem o mais espl�ndido conjunto da arte barroca mundial.

Apesar do adro estar conclu�do, � pelos Passos da Paix�o que Aleijadinho inicia seu trabalho, o qual se estende de agosto de 1796 a dezembro de 1799. Nesse per�odo s�o talhadas as 66 figuras em madeira, que seriam posteriormente dispostas em seis capelas: Ceia, Horto, Pris�o, Flagela��o/Coroa��o de Espinhos. Cruz-�s-Costas e Crucifica��o…

Os trabalhos de policromia se iniciaram em 1808, sendo executados por Francisco Manuel Carneiro e Manoel da Costa Athayde.

Para ver os Passos da Paix�o, clique nos itens abaixo

Ceia Passo do Horto Pris�o Flagela��o Coroa��o de Espinhos O Carregamento da Cruz Crucifica��o

_______
Imagens dos Passos da Paix�o: Ita� Cultural.

ooooo00000ooooo

Nota: A reprodu��o abaixo, bem como o fundo desta p�gina, � um recibo com a assinatura de Aleijadinho, ao terminar os trabalhos de esculturas dos Passos da Paix�o, no Santu�rio de Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas, Minas Gerais. Mantivemos o texto conforme escrito na �poca pelo escultor.

“Recebi do Irm�o Vicente cento e setenta e sete oytavas e tr�s coartos de ouro procedidos dos jornais de mim e dos meus officiais que trabalhamos na obra escoltura dos Pa�os da Payx�o do Senhor de Matozinhos desde o primeiro de Agosto at� o �ltimo de Dezembro deste presente ano e para clareza fa�o este de minha letra e sinal.
Matozinhos das Congonhas do Campo de 1796.
Ant�nio Francisco de Lisboa.”
 



 

Visite os sites abaixo:

Especial:

Sobre maniamuseu

Maníaco por museus de todo mundo. Eles trazem a história, o futuro, o diferente e a cultura. Entretenimento e educação. Viaje em maniamuseu.
Esse post foi publicado em Arquitetura, Arte Comunicação&Design, História & Arqueologia, Museus do Brasil e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s