Serra e Marina na frente de Dilma – Candidatos e os Museus

Serra e Marina na frente de Dilma – Candidatos e os Museus

Quando o assunto é museu, Serra e Marina estão engajados.

Serra defende a multiplicação de museus, Marina visitou vários, Dilma visitou um.

Serra – em visita ao Museu da Língua Portuguesa

O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, defendeu a multiplicação de museus pelo país, principalmente os voltados para o lazer e a educação. Em visita ao Museu da Língua Portuguesa, no centro da capital, Serra disse que esse tipo de iniciativa ajuda na formação dos estudantes e da população em geral.
“Precisamos multiplicar essas iniciativas culturais no Brasil inteiro. No Brasil, cultura e lazer não é só na escola ou na rua. É também em museus desta natureza, voltados para o nosso povo”, acrescentou.
Em entrevista, Serra destacou características de museus existentes no estado de São Paulo, que, segundo ele, poderiam servir de modelo para outros estados. Citou o Museu do Futebol, que fica no Estádio do Pacaembu, e o Catavento Cultural e Educacional, localizado na região central da cidade.
“Acho que falta muito [esse tipo de equipamento] no Brasil. E não são equipamentos caros – uma vez que você fez um, é muito fácil replicar em outros lugares, mas sempre com originalidade.” De acordo com Serra, esse tipo de museu colabora para o intercâmbio cultural com outras regiões e fomenta o turismo.
Na entrevista, o candidato do PSDB comentou também o preço das tarifas de energia elétrica no Brasil, que, segundo ele, é o terceiro mais alto do mundo, mas não apresentou proposta para melhorar a situação.
O candidato tucano ao governo paulista, Geraldo Alckmin, acompanhou Serra na visita ao Museu da Língua Portuguesa.

_____________________________________________________

Marina – no museu do Imigrante

Festa Sustentável – Festejando Marina

28 agosto 2010 de 11:00 a 17:00 – Espaço da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária – museu do Imigrante Sustentabilidade entre amigos – “Saberes, Sabores, Amigos, Valores” – FESTA SUSTENTÁVEL Dia 28 de agosto de 2010 11 às 17 horas – Museu do Imigrante – Bresser-Mooca A Festa Sustentável, que será re Organizado por Natália Almeida Souza | Tipo: festa, oficina, de, cataventos, rodas, conversa

e no Museu do Futebol, mas a imprensa quer saber de escândalo e não de museu:

SÃO PAULO – A candidata do PV à Presidência, Marina Silva, disse que as denúncias de violação de dados sigilosos da Receita Federal deixam no ar a impressão de que pessoas ligadas ao governo fazem uso da máquina pública para proveito próprio. Marina defendeu rigor nas investigações e afirmou que os culpados precisam ser punidos para não haver reincidência do crime, que leva ao que chamou de “barbárie administrativa, algo que não se pode admitir na gestão pública”. Para ela, o Brasil vive uma situação dramática, com denúncias por todos os lados e desrespeito aos contribuintes, que têm os seus dados expostos indevidamente.

Veja imagens do dia dos presidenciáveis– O sigilo fiscal não pode ser violado para nenhum interesse político ou arapongagem de quem quer que seja. É preciso uma satisfação contundente para a sociedade e uma punição rigorosa – afirmou.

” É preciso uma satisfação contundente para a sociedade e uma punição rigorosa “


A candidata verde considerou grave as denúncias que envolvem o filho da ministra-chefe da Casa Civil , Erenice Guerra, braço direito da candidata à Presidência pelo PT, Dilma Rousseff. Segundo matéria pública pela revista “Veja” neste fim de semana, o filho de Erenice Guerra, Israel Guerra, comandaria um esquema de lobby para atrair empresários interessados em contratos com o governo. Um documento obtido pela revista mostra que Israel foi acionado por uma empresa de São Paulo para garantir um contrato com os Correios. A oposição já pediu explicações a Dilma e ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre o caso.

– Eu não vou condenar ninguém sem as provas, mas a denúncia é muito grave. Exige satisfação para a sociedade e investigação séria e imediata – acrescentou Marina, logo após uma visita ao Museu do Futebol, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, na manhã deste domingo.

Marina disse também que o debate sobre as denúncias será inevitável no processo eleitoral, mas não pode ser uma estratégia dos candidatos apenas para ganhar voto. Segundo ela, a questão deve ser discutida como um compromisso para passar a gestão pública a limpo. Ela disse que essa é exatamente a sua diferença sobre os demais candidatos. Sem citar nomes, Marina criticou frases de efeito ditas por candidatos no meio de uma situação grave vivida no país e relembrou o debate que fez recentemente no jornal O GLOBO , de que o país avança em vários aspectos na questão econômica e social, mas está diante de um retrocesso político sem tamanho.

– Em plena campanha, no lugar de estarmos debatendo o que é necessário para o desenvolvimento do país temos casos atuais e pretéritos de quebra de sigilo dos brasileiros, temos uma situação terrível que aconteceu no estado do Amapá e para todo o lado que se vire estamos diante de denúncias graves que envolve a política. Isso é retrocesso – afirmou

e no Museu Comunitário – Paraná

“Na Vila Torres, a candidata à presidência visitou a Biblioteca Comunitária Vila Torres, Museu Comunitário e um Restaurante Comunitário e elogiou o trabalho dos mais de 15 mil moradores que recolhem lixo nas ruas da capital para reciclagem. “Aqui na Vila Torres temos quatro coisas importantes: o cuidado com o corpo através do restaurante comunitário, o cuidado com meio ambiente com a coleta do lixo, o cuidado com a alma e a mente com a criação da biblioteca e a preservação da história com o museu”.”

_____________________________________________________

Dilma – em entrevista em Ouro Preto disse que é um absurdo ter recurso para manter museu e não existir para manter a cidade de Ouro Preto e a vida contemporânea. Faz todo sentido para as cidades históricas que estão derretendo e são museus.

Visita da Dilma no Museu OI

Museu conta a evolução das telecomunicações de modo interativo

Publicado em 06/02/2010

RIO DE JANEIRO – A comunicação é um dos principais elos da evolução humana. E o entendimento de como a partir de gestos, sons e sinais padronizados, a cerca de 90 mil anos atrás, o homem chegou à criação de chips, com milhões de transistores, por meio de computadores, instiga a curiosidade de milhões de pessoas.

Considerando sua importância como um marco que revolucionou o mundo e mola propulsora entre o hoje e o amanhã, o Museu das Telecomunicações, no espaço Oi Futuro, traz ao público uma exposição que, de forma multimídia e interativa, conta a história das telecomunicações, ao longo dos séculos.

200 peças

Visitantes de todas as idades têm acesso a diversas instalações de vídeos e a mais de 200 peças que vão de computadores antigos, telefones públicos, cabines e fichas telefônicas, até um Moog Theremin, instrumento musical diferente com o qual, através do movimento das mãos, se pode controlar as notas e o volume.

De acordo com a diretora de cultura do Oi Futuro e curadora da mostra, Maria Arlete Gonçalves, o objetivo do projeto é manter o acervo que já existia, antes da privatização da telefonia, agregando novas tecnologias:

– Nossa idéia era transformar o antigo Museu do Telephone em um hiper museu que, com cara de século 21, trouxesse a informação através da diversão, tecnologia e da arte. E com a constante evolução da tecnologia, precisamos estar sempre repensando o espaço, buscando a inovação.

Segundo ela, a exposição tem como objetivo primordial contar a história da comunicação humana, através da evolução das telecomunicações.

– Contamos sua história desde os tempos mais antigos, até os dias atuais, com foco nas novas tecnologias. Nosso objetivo é mostrar como houve mudanças na maneira em que o homem se comunica. Até porque, como diria o filósofo Marshall McLuhan, as tecnologias do passado e do presente mostram como os meios de comunicação, além de serem uma extensão do homem, afetam-no profundamente em sua vida cotidiana – explica.

Ao entrar no Museu, além de um grande “babel” de aparelhos e displays, que adiantam o que será a exposição, o visitante recebe um dispositivo portátil com fones de ouvido que informa sobre cada instalação.

Uma das principais características da exposição é a densidade de objetos e instalações multimídia e informação presentes. Um bom exemplo é uma Linha do Tempo interativa em que, ao selecionar um slider, o visitante tem acesso a uma época importante da história das telecomunicações, através de um vídeo/animação que relata fatos daquela época. Ao todo são 45 capítulos. Conteúdo para ser apreciado em mais de uma ida ao museu.

Para a estudante Tahyna Oliveira, o que mais lhe chamou a atenção foi a quantidade de recursos que possibilitam participar de forma interativa.

– Ao contrário das exposições comuns em museus, no qual ficamos apenas contemplando os objetos expostos, esta mostra não nos deixa parados. Achei bem legal – conta a estudante que gostou mais da sala dos “Profetas do Futuro”, onde é possível ver o rosto de diversas personalidades que, em determinados momentos da história, tiveram visões futuristas da humanidade.

Já para o estudante, Gabriel José, o que mais chama a atenção na exposição é a forma artística na qual o museu compõe o seu acervo.

– Com certeza ainda voltarei aqui. Inclusive, já recomendei à minha família.

O Museu das telecomunicações do Oi Futuro fica na Rua Dois de Dezembro 63, 6º andar, no Flamengo. Seu horário de visitação é de terça a domingo, das 11h às 17h, com entrada franca e classificação etária livre.

Sobre maniamuseu

Maníaco por museus de todo mundo. Eles trazem a história, o futuro, o diferente e a cultura. Entretenimento e educação. Viaje em maniamuseu.
Esse post foi publicado em Museus do Brasil e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s